terça-feira, 10 de março de 2015

Projecto Jango | Download Promo


Já circiula pelas ruas e pelas teias da net o pacote promocional do "Projecto Jango". mais uma edição da produtora independente eTu-Produsons, contando com as vozes de Mero, Shia Neurose e Hydra Cee, por cima de beats de Eduardo Sidartha.

O "Jango" é assim mais uma prova de que quando se trabalha com amor, dedicação e afinco todas as dificulades e os tais "boicotes" são só um detalhe. 

Por agora apresentamos as músicas "Pandora" e "Situação de Emergência", esta última com a participação de Nucho Malvado.

Baixe aqui.


J.I

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

VIDEO: "Eu Tenho A Bíblia" - Zwela


Zwela O Rapper e BQ o Produtor/Beatmaker duas personalidade numa só pessoa, para quem não conhece Zwela é um dos integrante do Grupo de Rap Gospel Luandense Evangelista, que se encontra a produzir o seu trabalho discográfico. Eu tenho a Bíblia é o primeiro single e produto dessa mesma obra que nos impele a rever nossa decisões e acções e convida-nos a buscar mais o Reino de Deus  que tudo nos será dado por acréscimo.Curtam o vídeo porque a Balumukenu anda a Biblia do Hip Hop Nacional na Mão.




Shia Neurose

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Micro Concerto Com a Old Line No Microfone Aberto do Rap | 01.03 Yellow House


OLD LINE é o grupo formado por Nucho Malvado tpc Moto Serra, Dj Buraco Fundo e Ekkuxs tpc Eminente, saindo pela poltersonnik tem já algum tempo na estrada para divulgação de seus trabalhos, têm em carteira apresentações nos espaços abertos de rap pela cidade e arredores. Desta feita dia 1.03.2015 está marcada na mais nova casa de Rap da cidade Yellow House situado de front a escola Ginguba no Congolesses apartir das 18H00. Com entrada grátis conta ainda com as participações de Akam 47, Dix Na Track, Machado, Mic Jeorge,Ngana, Sentinela,Ti Kufa e Varonil, Na representação dançante e vibrante de Xtilo Urbano e nos pratos contam com Dj Mamen e Dj Coma neste micro concerto. Desejamos desde já sucessos e que os caros amantes da cultura possam se fazer presentes e celebrarem este casamente que é informação e diversão.


Shia Neurose

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Mixtape Sacrifício e Trajectoria - Mano Style | Venda e Sessão de Autógrafos dia 22.02.2015



Mano Style Indeturpável, Edson Tavares é um Rapper do Bairro Cazenga,que Comercializará a sua primeira obra discográfica amanha no Marco histórico do Cazenga. Trata-se da Mixtape Sacrifício e Trajectoria, apartir das 8 horas. No  custo 1000 kz e as T-shirts no mesmo preço é uma obra que conta com as participações de rappers como: Colay o Poliglota,Chaka Mc, Delicya,Dji Man, Dr. Romeu,Homogêneo,Júlio Torres,Mandavela, Niga Tony, Pensologo Mc e Tino Gigante.Gravado nos estúdios da Congo Records Sacrifício e Trajectoria é uma obra que espelha os caminhos e andanças do rapper até o momento em que se encontra.uma boa sugestão para quem aprecia musica com alma e ame o hiphop. 




Shia Neurose

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

"Inigualável" - N Só Me Gallas | Download Disponível


Baixe Aqui


Shia Neurose

Primeira Sessão do Ano 2015 : Microfone Aberto | 25.01.2015


Depois de 21 de Dezembro do ano 2014, eis que a Yellow House casa de eventos  de Hip Hop, tráz às ruas do Nelito Soares concretamente em frente a escola conhecida como Ginguba, o Projecto que vem crescendo com a garra dos Manos e empenho do movimento Cultural, todos por uma só causa HIP HOP.


Shia Neurose

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

"Ateus" - Freyd AP Catone | Download Disponivél


A segunda música promocional escolhida pelo rapper Freyd AP Catone, para espelhar a sua obra, "Mixtape Miscelânea" produzida na Musica & Arte, com mistura e captação de C.O o Nacionalista.

Esta faixa representa os traços de uma semente que germina por cada ponto do globo de forma maléfica, o que concomitantemente leva-nos a se tornar ATEUS. Uma boa queta para o dias de hoje sem necessitar de ser Gospel.

Baixe Aqui


Shia Neurose

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

"Soldado Anónimo" - Pablo´S | Download Disponível



Samaritano tcp Pablo´S é mais um artista da nova vaga, residente no Cazenga, que mostra o seu trabalho para este grande palco que é o Hip Hop Angolano.Na primeira viajem e com a sua primeira promocional "Soldado Anónimo" faz o retrato mais fiel do artista em sua descrição natural. Desde já convidamos aos caros leitores a ouvirem as linhas expressas nessa obra.

Baixe aqui


Shia Neurose

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

ÁLBUM EM ANÁLISE: "Verbalogia" - Intelektu tcc Mutu Moxy


 Ora aí está mais uma obra discográfica deste incansável guerreiro das palavras: "Verbalogia" é o último album apresentado pelo rapper Intelektu, anteriormente conhecido por Mutu Moxy.

Uma obra que a priori chama atenção pela ousadia e inovação no design e concepção gráfica; um trabalho de Boeta Gee. O aspecto visual denota logo a intenção e carácter musical do artista, reforçado pelo destaque do título de algumas músicas (quando não confudir sobre o título do álbum).

Ainda na capa, uma breve resenha da história do Hip Hop angolano, uma tecla que como sabemos, este rapper gosta bastante de premir.


As faixas que comportam a obra são:

1. Info
2. Musseque de Lu-an-da
3. Mestre de Skills (Consciência Colectiva)
4. A Riqueza da Núbia
5. Definition of Love
6. Clássico dos 90's
7. Estado de Espírito
8. Africa Unite
9. O Crime do Ocidente + de 5 Sekuluz
10. Fake MC's
11. Renascimento.
12. Influências Sonoras
13. Steve Biko
14. Lágrimas de Sol
15. Rap Ficção
16. Ciclo Vicioso do Estado
17. Realidade Luandina
18. Diário Alegre
19. Verbalogia
20. Meus Pensamentos

Os beats denunciam uma forte influência da música Jazz; Foram todos produzidos pelo próprio Intelektu, uma opção contra a qual nada podemos. Mas se diversificasse a produção, talvez o resultado fosse mais bonito e vistoso, assim como foi com o design e concepção gráfica do álbum

Os artistas convidados a participar neste disco foram: Lulu (5 e 20), Benz (8), DK (10), José Vilandy (12 e 16), Afroket (19), God G (19) e Ibrih (19).

O conteúdo temático é bastante variado, mas o foco é unico. Nota positiva para a capacidade de Intelektu de desenvolver temas. Ainda assim, o flow é pouco atractivo, sendo que a performance do artista diminui até a perceptibilidade de algumas palavras e frases.


Esta é d'aquelas obras que apesar de não ser de domínio do grande público é cheia de alma e informação, pelo que vale mesmo a pena ter na colecção.

Bem-haja Intelektu, bem-haja Hip Hop.

Ouçam e curtam o som que dá título ao álbum:



J.I

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

VIDEO: "Microfones" - Sixckim


No dia 03 de Novembro estavam sendo desenvolvidos uma série de produtos nacionais, como videoclipes, novelas etc...
De forma discreta foi anunciado que o próximo videoclipe de Sixckim seria filmado em Luanda, com Sixckim na produção, Edgar Cláudio na realização, também indicado para dirigir o videoclipe com roteiro escrito por Sixckim em Novembro de 2014.
A equipe de crítica especializada sobre Hip Hop foi mobilizada, com MC Lacrimogénio, MC Davilas, e 4 membros adicionais.
A revelação dos 4 elementos principais do movimento cultural Hip Hop e o quinto elemento (Conhecimento) com o MC (Sixckim).

No dia 10 de Novembro de 2014 notícias confirmaram que Faggman, DJ Riso, Mc Davilas juntaram-se ao elenco. A produção foi definida para começar no dia 28 de Novembro 2014 e foi filmada em Luanda. No dia 11 de Novembro confirmou-se a participação do grande grupo de Break Dance, Estilo Urbano.

Posteriormente, mais figurantes juntaram-se ao elenco.



Filmagem:

As fimagens começaram no dia 28 de Novembro 2014 com as filmagens do trabalho executado pela equipe de grafiteiros na Avenida Brazil.
No dia 29 de Novembro 2014 as filmagens tiveram sequência com os demais integrantes do elenco no cenário.
O cenário principal foi aprovado por Edgar Cláudio. A maquilhagem esteve sob respoponsabilidade das estéticistas angolanas Soleil e Eliane. A sessão de fotos da filmagem foi feita por Freshcode da Hotline.

Elenco :

1- Sixckim como MC
2- Faggman como DJ
3- Grupo Estilo Urbano como B-Boys (Break dancers)
4- Zbi como Grafiteiro


(Texto Por Sixckim)


Shia Neurose

Mixtape "Legionário da Luz" - Pensólogo | Download Promo



A produtora Congo Records disponibiliza, três  músicas promocionais da nova mixtape do rapper Pensólogo, intitulada “Legionário da Luz”.

Depois do lançamento da mixtapePensamental” em 2012, Pensólogo volta em 2015 com esta nova obra que contará com 14 faixas musicais e uma faixa bónus. Vai ter participações de Kandala, Delicya, Rhyo Menthall, Afrobantu, Israel, Lethal, 2Fs, entre outros artistas.

Neste momento a mixtape “Legionário da Luz” está em fase de mistura,  masterização e promoção, para o lançamento que está previsto para o mês de Março, com venda e sessão de autógrafos no Parque da Independência

Por agora baixe e curta os sons "Elevação", "Choques de Lucidez" e "De Pé Sobre Ombros Gigantes".

Baixe aqui.


J.I

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

"Gritos de Liberdade" - Carlos Hendrick Vs Khadhya Lubuato | Download Disponível


Como Prometido é devido, aqui está a primeira faixa disponibilizada pelo dueto Carlos Hendrick (rapper) e Khadhya Lubuato (produtor), "Gritos de Liberdade" é um desabafo poético sob a forma instrumentalizada. "O Sol renasce e os ventos Sopram, a Poesia dá lugar a um ser pensante"... é também um incentivo a quem faz rap, baixem e curtam essa queta.

Baixa Aqui


Shia Neurose

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

RESUMO DA PALESTRA DE SIXCKIM SOBRE HIPHOP | CAZENGA DIA 07 DE DEZEMBRO 2014




A transferência de informação e conhecimento no mundo, é necessária para o homem social, tanto no âmbito do artista individual quanto no âmbito colectivo dos fazedores de arte e do público. O que podemos notar a medida que se compreende que estes aspectos foram e são diferenciais nas sociedades, ou seja, tanto na antiguidade quanto nas actuais sociedades modernas, existe a grande necessidade de possuir o conhecimento e de transmiti-lo.


Foi neste contexto que a palestra sobre HipHop ministrada por Sixckim foi simbolicamente interpretada pelo corpo do auditório presente, no Colégio Amigão, situado na Mabor Sonef, distrito do Cazenga, em Luanda-Angola, com algumas das reflexões citadas abaixo.
Em que medida poderia a arte do HipHop puro, voltar a ajudar o homem a autocompreender-se e a perceber-se, assemelhando-se a era dourada do HipHop, entre 1985 e 1992, a contra pelo de uma tendência universal ao simplismo, em sua complexidade ?



O grande prelector Sixckim afirmou que, em conjunto, precisamos de entender, como podemos aproveitar a música para, através de bases alternativas, criarmos uma atitude e uma predisposição ao reequilíbrio na compreensão do Hiphop a nível da camada juvenil, pressupondo de forma inevitável o seu entendimento adequado e a assimilação razoável de jovens, na sociedade angolana.

Neste contexto, o HipHop precisa de ser compreendido e em certos casos, recompreendido por todos, incluindo os fazedores, o público, os seus agentes cardeais sociais e teorizadores, em condições mais consistentes do que agora. Isto através de um conhecimento histórico profundo sobre a estrutura antropológica e social do HipHop em sociedades diferentes, a base esotérica camuflada em músicas, os maiores grupos de influência ideológicas e o perigo da falta de em Deus.



A redundância em consequência da duplicidade, assim como o estado de impasse em que se encontra a inspiração uma parte de artistas do HipHop, criou uma condição de dubiedade natural que reflecte-se na aderência proporcionalmente reduzida ao consumo deste estilo outrora considerado o mais mediático em Angola, a medida que o tempo passa.





O grande prelector Sixckim, levou o auditório a fazer um diagnóstico sobre a fragmentação excessiva e virtual criada por  teorizadores do HipHop nacional que não falam nem escrevem inglês. Logo, nunca interpretaram versões originais das músicas e discursos dos seus exemplos e ídolos ideológicos por excelência. Consecutivamente, adoptando filosofias de vida menos construtivas, perdendo a capacidade de adaptação social, por falta de ética e formas construtivas de comunicação, assim como uma visão inclusiva.

Sixckim fez um apelo as mentes percucientes, embora estas mesmas sejem raras no mundo, para, de forma continua irem a busca de conceitos assimiláveis de formas a orbitarmos em torno do propósito da PAZ em Angola, cujo lema é a reconstrução nacional e o engrandecimento do canteiro de obras que é Angola.



Não havendo uma condição de crise na juventude, Sixckim salientou que o mais importante neste momento é continuar a esclarecer a juventude sobre o seu papel importante na preservação da PAZ em Angola e o respeitos as leis do país, assim como a preparação séria do seu futuro.
No entanto, algo decerto inédito, é que a qualidade musical, atraente e boa, que continua crescendo proporcionalmente a estabilidade social angolana, providenciada por uma economia de igual modo atraente.

Varias referências bibliográficas foram evidenciadas com a presença física de obras pertencentes ao Sixckim, como por exemplo: The Antology of RAP, escrito por Adam Bradley e Andrew DuBois, tendo o prefacio do professor Doutor Henry Louis Gates Jr, The Gospel of HipHop, escrito por KRS-ONE, que considera o HipHop como religião alternativa para o novo mundo, o Manual da Wu Tang Clan, escrito pelo RZA, The HipHop Wars, escrito por Tricia Rose, The Bagavadgita As It Is, tradução de Srila Prabhupada de Bengal,The Metu Neter volumes 1&2, escritos por Ra Un Nefer Amen, A Bíblia Sagrada, escrituras de vários apóstolos.



Para terminar, Sixckim felicitou a juventude angolana no seu todo, por contribuírem de forma positiva e pedindo de forma abrangente, aos jovens para escutarem os conselhos dos mais velhos, desde que a prioridade seja efectivamente um contributo positivo e pacificador. Várias intervenções importantes por membros do auditório, fortaleceram a plenitude da cientificidade da palestra, nomeadamente:  Mustaffa, fundador do Movimento de Hiphop Ngola K do Cazenga, Mister B, organizador da palestra, Nilton MC, membro do corpo executivo do Movimento de Hiphop Ngola K do Cazenga, Faggman o lendário produtor e MC do bairro Vila Alice, B-Boy Kila, o responsável do grupo Estilo Urbano do bairro Alvalade, Mc Lacrimogénio, Mc Furioso, Mc Devorador e muitos outros.


De relembrar que a participação em palestras e fóruns de debates adequados e reconhecidos é a forma mais séria de se fazer passar mensagens de estruturamento social.

Para mais informações e datas das próximas palestras de Sixckim, podem ligar para o (+244 ) 921370547. Atendendo a vários pedidos, nestes momentos históricos do HipHop em Angola, o ano de 2015 contará com palestras de Sixckim sobre HipHop e o contributo positivo na Paz, nos bairros, Talatona, Benfica, Palanca, Samba, nos Distritos de Viana, Cacuaco, Cazenga, Ingombota e muito mais.

(Texto Por Sixckim)


Shia Neurose

" Gritos de Liberdade" - Carlos Hendrick Vs Khadhya | Disponível dia01.01.2015


 Carlos Hendrick pela H2S e Khadhya Lubuato pela Saper Aude, uniram as ideias para cozinhar este projecto "GRITO DE LIBERDADE" que terá sua estreia no primeiro dia do ano 2015.
  Fiquem atento a estes senhores e a sua sonoridade desde os beats ao flow.


Shia Neurose

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

AGORA SIM, O BRAÇO REVOLUCIONÁRIO ESTÁ DE VOLTA | FILHOS DA ALA ESTE




“Revú desde os anos ‘90\revolucionário a favor do povo com um papel e uma caneta”

Assim se reapresenta o lendário grupo que na década de 1990 fez furor com as suas músicas de intervenção político-social. Depois de muitos solavancos, muito vai-que-não-vai... finalmente as compridas promessas foram cumpridas; foram lançadas três obras em simultãneo: 

·        - O EP “Konkretização”, de Nganga Wambote;
·         - A mixtape “Atitude Violenta”, de Wyma Nayoby;
·         - O EP “Griotologia”, de Hebo Imoxi.

A consciência social esteve sempre presente na música destes manos e agora, em tempos onde o materialismo e egocentrismo são a tónica dominante no liricismo da grande maioria dos rappers, os Filhos da Ala Este preservam o seu discurso e a sua atitude, juntando a isso aqueles temas que por agora são actuais, mas amanhã serão eternos.

Curtam uma amostra de cada produto:






J.I